segunda-feira, 15 de Setembro de 2014

Como se formam os raios e os trovões


A trovoada está no imaginário de todas as pessoas, ora ligada a crenças religiosas e místicas, ou simplesmente pelo seu efeito assustador ou fascinante. Seja qual for a tua forma de ver as trovoadas, estas são um dos fenómenos mais espetaculares e poderosos da natureza. De seguida podes saber mais sobre o que é uma trovoada e como se formam os raios e os trovões.


O que é a trovoada

Uma trovoada é uma situação meteorológica, onde devido a vários fatores e condições, se formam raios ou relâmpagos e trovões. As trovoadas formam-se quando o ar quente e húmido sobe muito rapidamente, para zonas onde o ar é mais frio, provocando o afundamento deste, formando-se assim nuvens verticais do tipo cúmulos-nimbos. 

Saiba mais: Como se formam as nuvens


Como se formam os raios e os trovões
Foto de John Kerstholt


Como se formam os raios

Dentro das nuvens de trovoada, as partículas de neve e de gelo começam a descer muito rapidamente, criando correntes de ar bastante bruscas, o que provoca fricção entre gotas de água e de gelo, o que vai provocar a formação e a acumulação de eletricidade estática. Na zona superior da nuvem acumulam-se cargas elétricas positivas, enquanto que na zona inferior acumulam-se as cargas elétricas negativas. Quando se acumula demasiada carga negativa, ocorre uma descarga elétrica em direção às cargas positivas, que podem ser as que estão na parte superior da nuvem, ou então, no solo. Estas descargas elétricas têm a aparência de um raio ou relâmpago, bem visível e cheio de luz. 



Como se formam os raios e os trovões


Como se formam os trovões

No seu percurso, os raios, devido à sua altíssima temperatura, aquecem o vapor e o ar à sua volta, obrigando a que estes se expandam de uma forma brusca, seguido de uma contração e arrefecimento súbito. O aquecimento é tão grande que provoca uma explosão violenta, originando o som do trovão. Como a luz e o som viajam a velocidades diferentes, é normal ver-se o raio, e apenas alguns segundos depois ouvir-se o trovão, quando na realidade ocorrem exatamente no mesmo momento.


No vídeo seguinte podes ver imagens fantásticas e impressionantes captadas no momento em que se formam os raios.



Se gostaste deste artigo, visita a nossa página do Facebook 
e faz um like! (AQUI)

segunda-feira, 8 de Setembro de 2014

Conheces este animal? - Javali (Sus scrofa)


características, alimentação, reprodução e distribuição do Javali (Sus scrofa)
Foto de Richard Bartz

Nome: Javali (Sus scrofa)


Características: O javali é um mamífero de médio porte mas de corpo robusto. É um animal muito semelhante ao porco doméstico. Pode atingir cerca de 170 cm de comprimento, nos machos e 146 nas fêmeas. Apresenta um peso médio de 130 Kg, no entanto o seu corpo exibe uma forma arredondada, com patas curtas e fortes. Apresenta o corpo coberto de pelo, normalmente de cor escura. Este animal tem uma particularidade uma vez que ostenta na boca dois dentes caninos, muito desenvolvidos na mandíbula inferior que normalmente são utilizados como meio de defesa.

características, alimentação, reprodução e distribuição do Javali (Sus scrofa)


Alimentação: O javali é um animal omnívoro, pelo que a sua dieta alimentar é constituída um pouco à base de tudo o que consegue encontrar na natureza, no entanto tem preferência por alimentos vegetais como bolotas, castanhas e batatas. Quando estes vegetais estão escassos, no meio em que vive, também se pode alimentar de ratos, coelhos, ovos, minhocas ou larvas de insetos.


Reprodução: Esta é uma espécie que respeita e vive segundo uma sociedade matriarcal, portanto os machos adultos vivem solitários e só se juntam às fêmeas no período reprodutor, entre os meses de novembro e janeiro. Cada progenitora gera entre 3 a 10 crias, em cada gestação. Após o nascimento as crias são amamentadas, pela progenitora, durante os primeiros meses de vida.

características, alimentação, reprodução e distribuição do Javali (Sus scrofa)
Foto de Hajotthu


Distribuição: Esta espécie animal está amplamente distribuída por toda a Europa central e ocidental. Em Portugal, é uma espécie bastante comum em todo o território nacional e nas ilhas.



sexta-feira, 5 de Setembro de 2014

Cuidados a ter com o sistema urinário


O sistema urinário tem uma função essencial no funcionamento do organismo humano. É através do sistema urinário que o corpo elimina as toxinas produzidas na respiração celular e regular a quantidade de líquidos e sais minerais do organismo. Para saberes como funciona o sistema urinário, clica aqui. É por isso fundamental que o sistema urinário se mantenha sempre saudável, de modo a funcionar corretamente. De seguida podes conhecer os cuidados a ter com o sistema urinário.




Cuidados a ter com o sistema urinário


- Para que os rins funcionem corretamente, é necessário beber uma quantidade mínima diária de água, geralmente entre 1,5 a 2 litros.

- As bebidas alcoólicas danificam as estruturas dos rins que filtram o sangue, e como tal, devem ser evitadas ou consumidas em moderação.

- Uma alimentação desequilibrada e rica em carne provoca quantidades mais elevadas de produtos tóxicos, tendo os rins maiores dificuldades em eliminá-los a todos. Como resultado, alguns desses produtos tóxicos irão acumular-se no organismo, originando doenças como a gota.



imagem da autoria de Angelus

segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

Conheces este animal? - Gaivina-preta (Chlidonias niger)


características, alimentação, reprodução e distribuição da Gaivina-preta (Chlidonias niger)
Foto de Cephas

Nome: Gaivina-preta (Chlidonias niger)


Características: A Gaivina preta é uma ave de pequenas dimensões com cerca de 24 cm de comprimento e 66 cm de envergadura. Apresenta o bico preto e as patas de um tom vermelho escuro. O dorso e a cobertura das asas apresentam um tom cinzento-escuro e as penas infra caudais exibem uma cor branca. A cabeça, o peito e a barriga apresentam um tom branco, apenas com uma mancha preta na parte lateral do peito. Na plumagem de inverno, estas aves apresentam a coroa e as coberturas auriculares pretas. 


Alimentação: Em relação à alimentação, a preferência da gaivina preta recai sobre insetos aquáticos, pequenos peixes e anfíbios. Normalmente esta espécie obtém os alimentos a voar sobre a superfície da água, onde captura as suas presas, sem mergulhar.

características, alimentação, reprodução e distribuição da Gaivina-preta (Chlidonias niger)
Foto de Brian Desrosiers


Reprodução: Esta ave normalmente nidifica em grupos de casais que variam entre 12 a 200 casais. O ninho desta espécie animal é construído sobre a vegetação flutuante, em águas pouco profundas ou no chão, no meio da vegetação aquática. Iniciam a postura de 2 a 4 ovos, entre os meses de maio e junho. De seguida, incubam-nos por um período de cerca de 21 dias, após o qual nascem as crias. Apesar das crias pequenas conseguirem voar com poucas horas de vida, normalmente mantêm-se no ninho até à quarta semana de vida, a menos que não se sintam em segurança.


Distribuição: Esta ave encontra-se distribuída pelo sul da Europa, pela Ásia Central e uma grande parte da América do norte. Em Portugal, esta espécie geralmente é pouco comum, surgindo principalmente ao longo da faixa litoral, podendo contudo aparecer em algumas barragens do interior.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ajude-nos a divulgar o nosso blog. Clique no botão abaixo.