quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Cuidados a ter com o sistema digestivo


O sistema digestivo é um dos sistemas mais importantes do corpo humano. É através deste sistema que o organismo consegue retirar dos alimentos os nutrientes necessários para funcionar. É através da ação do sistema digestivo que o corpo humano recebe a energia necessária para realizar as suas funções vitais e todas as atividades do dia-a-dia, os nutrientes necessários para a construção e regeneração das células, e ainda, os nutrientes que regulam o funcionamento do organismo e que o protegem das ameaças externas e dos microrganismos.

Cuidados a ter com o sistema digestivo
Imagem criada por Leysi24

Contudo, como qualquer outro sistema do corpo humano, também o sistema digestivo necessita de ser cuidado e protegido, para que consiga funcionar a 100%. Em baixo podes conhecer os cuidados a ter com o sistema digestivo, para que ele se mantenha saudável e a funcionar em pleno.


Cuidados a ter com o sistema digestivo


  • Cuidado nº 1

A boca é responsável pela primeira ação sobre os alimentos, tanto química (por parte da saliva), como mecânica (por parte dos dentes). Como tal, deves mastigar muito bem os alimentos, para facilitar o trabalho do estômago.

  • Cuidado nº 2

Para que os dentes consigam fazer o seu trabalho, têm de estar em boas condições. Assim, um dos cuidados a ter com o sistema digestivo é lavar os dentes no final de todas as refeições, e consultar o dentista regularmente.

  • Cuidado nº 3

Para manteres os teus dentes saudáveis, deves também ter em conta os seguintes cuidados: não comer demasiados alimentos ricos em açúcar, não usar os dentes para partir objetos duros, e evitar mudanças muito bruscas de temperatura na boca.

  • Cuidado nº 4

Uma rotina alimentar é essencial para o teu sistema digestivo funcionar em pleno. Além disso, deves sempre comer num ambiente calmo e com tempo, para evitar enfartamentos.

  • Cuidado nº 5

Não se deve fazer exercício físico muito intenso ou violento a seguir a uma refeição, especialmente as principais. Por vezes, a atividade física mais violenta pode fazer parar a digestão.

  • Cuidado nº 6

Deves comer sempre em quantidades moderadas, evitando excessos. Além de prevenir o aumento de peso, permite ao seu sistema digestivo funcionar de uma forma equilibrada, sem esforços excessivos para digerir os alimentos ingeridos.

  • Cuidado nº 7


A ingestão de água e de alimentos ricos em fibras é fundamental para um sistema digestivo saudável. Um dos cuidados a ter com o sistema digestivo é fornecer as substâncias reguladoras necessárias para um trânsito intestinal normal. A prisão de ventre, além de provocar cólicas e gases, é ainda causa de muitos problemas de saúde relacionados com o sistema digestivo. Além disso, muitas das toxinas que deveriam ser expulsas, ficam assim durante muito mais tempo dentro do organismo.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Conheces este animal? - Raposa (Vulpes vulpes)


características, alimentação, reprodução e distribuição da Raposa (Vulpes vulpes).
Foto de Kalabaha1969

Nome: Raposa (Vulpes vulpes)


Características: A raposa é um animal de médio porte, com um corpo que varia entre 50 a 75cm de comprimento e uma altura no garrote de cerca de 40cm. Pesam entre 3 a 7 Kg. Apresentam um corpo longo e esguio, no qual sobressai a cauda longa e uma cabeça pequena com olhos oblíquos e orelhas grandes, direitas e triangulares. Em relação à plumagem, ela é de cor avermelhada com tons de cinzento e castanho, sendo que é mais curta no verão e mais longa e espessa, no inverno.


Alimentação: No que respeita ao regime alimentar, este animal tem preferência por pequenos mamíferos como coelhos, por aves como a perdiz ou pequenos pássaros que consegue apanhar, por répteis, anfíbios e também frutos. Quando há excesso de alimento, por vezes a raposa, captura em excesso e enterra para utilizar mais tarde, quando sentir escassez de alimento.

características, alimentação, reprodução e distribuição da Raposa (Vulpes vulpes).
Foto de Hans-Jörg Hellwig

Reprodução: A época de reprodução deste animal inicia-se com o acasalamento entre os meses de dezembro e de fevereiro. Segue-se o período de gestação e passados cerca de 52 dias, nascem entre 4 a 8 crias, normalmente entre os meses de março e de maio. Após o nacimento, os dois progenitores, estão encarregues dos cuidados parentais. As novas crias tornam-se independentes com a chegada do outono.


Distribuição: A raposa é um animal bastante comum por toda a Europa, exceto na Islândia. Em Portugal, é uma espécie bastante comum e abundante, desde o norte ao sul e do litoral ao interior. 


Queres conhecer melhor outros animais? Visita então o nosso Cantinho dos Animais.


quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Geada - o que é e como se forma


Quem vive em locais com invernos frios sabe bem o que é a geada. Acordar de manhã e ver tudo branco no exterior não é exclusivo da queda de neve, já que a geada tem um efeito parecido. Mas o que é a geada? Não é neve, mas está no mesmo estado: sólido. 

Geada - o que é e como se forma
Foto de Brunojoses


O que é a geada

A geada é o resultado da formação de uma camada de gelo nas plantas e na superfície, devido à queda de temperatura. Na realidade, a geada é o orvalho congelado, fruto de temperaturas muito baixas. Mas como se forma a geada? Para entender como ocorre a formação da geada, é necessário perceber como se forma o orvalho.

Geada - o que é e como se forma
Foto de DanielGP


Formação do orvalho e da geada

Nos dias em que não existem nuvens no ar numa dada zona, a superfície terrestre perde muita energia para o espaço, derivado da ausência dessas mesmas nuvens. Devido a essa fuga de energia, à medida que a temperatura diminui, a humidade presente na camada da atmosfera mais próxima da superfície condensa, caindo sobre as plantas e sobre o solo. O orvalho está assim no estado líquido. Após ocorrer a condensação da humidade do ar nos dias sem nuvens, se a temperatura continuar a baixar, baixando dos zero graus, as gotículas de água do orvalho transformam-se em cristais de gelo: a geada.  



sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Dicas para ter uma alimentação saudável e equilibrada


Na natureza não existem animais obesos e com problemas de excesso de peso. Os hábitos alimentares inadequados e desequilibrados são quase exclusivos do ser humano. A enorme disponibilidade de alimentos, a vida mais sedentária, e ainda, a utilização cada vez mais comum de alimentos industrializados, doces, fritos, etc., são as principais causas dos problemas atuais de obesidade e dos problemas de saúde relacionados com uma má alimentação. É por isso essencial adotar hábitos mais saudáveis, como uma alimentação mais equilibrada e a prática regular de atividade física, de modo a ter um corpo mais bem nutrido e com mais saúde. Aqui vais poder encontrar várias dicas para ter uma alimentação saudável e equilibrada.

Dicas para ter uma alimentação saudável e equilibrada
Autor: Pedro Varela

Dicas para ter uma alimentação saudável e equilibrada


  • Dica 1 – Alimentação colorida

Faz sempre um prato variado, com muitas cores, fornecendo dessa forma uma quantidade e diversidade maior de nutrientes ao seu organismo. Aposta nas frutas, nos legumes, nas verduras, nos cereais integrais e nas carnes magras, e foge de fritos, doces, cereais brancos, refrigerantes, bebidas alcoólicas e alimentos de conserva.

  • Dica 2 – Sopa ou salada antes da refeição

Uma ótima forma de saciar o apetite, impedindo de comer em demasia no prato principal, é começar sempre com uma sopa ou uma salada. Rica em fibras e água, e pobres em calorias, é uma das melhores dicas para ter uma alimentação saudável e equilibrada.

  • Dica 3 – O pequeno-almoço é essencial

Após muitas horas sem comer, o pequeno-almoço é fundamental para que o corpo receba todos os nutrientes necessários para começar o dia a funcionar em pleno. Estudos mostram que as pessoas que têm um pequeno-almoço completo têm um metabolismo mais elevado durante o dia, gastando por isso mais calorias e ficando menos propensos a engordar. Esta é talvez a, ou uma das mais importantes dicas para ter uma alimentação saudável e equilibrada.

AQUI podes conhecer uma excelente opção para um pequeno-almoço saudável e completo.

  • Dica 4 – Beber a quantidade correta de água

A Organização Mundial de Saúde diz que os homens devem beber 1 litro de água por cada 30kg de peso, enquanto as mulheres deve ingerir 1 litro por cada 25kg. A água é o principal componente do organismo, e como tal, deve ser ingerida nas quantidades adequadas para o organismo funcionar devidamente.

  • Dica 5 – Comer de 3 em 3 horas

Para manter o corpo com as quantidades corretas de energia, é essencial não deixar mais de 3 horas sem comer. Caso contrário, estará a estimular o seu organismo a armazenar ainda mais energia em forma de gordura, e a aumentar o apetite para as refeições maiores.

  • Dica 6 – Rotina alimentar

Ter uma rotina alimentar é fundamental para controlar aquilo que comes. Procura ter sempre uma hora mais ou menos definida para as tuas refeições.

  • Dica 7 – Deixar de ser preguiçoso

Quantos de nós não temos a tentação de procurar sempre um lugar mais perto, ou subir um andar de elevador, por pura preguiça? Começa a andar mais vezes e mais tempo, e é já uma excelente forma de ter uma vida um pouco mais ativa.

  • Dica 8 – Fazer exercício físico regularmente


Praticar atividade física regularmente, além de tonificar os teus músculos e exercitar os teus órgãos, ajuda ainda a queimar mais calorias, e dessa forma, a controlares o teu peso de uma forma mais eficaz. Além disso, a atividade física é uma excelente forma de espairecer a cabeça após um dia de trabalho ou de aulas. 

Clica AQUI para saberes mais sobre nutrição e alimentação saudável.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ajude-nos a divulgar o nosso blog. Clique no botão abaixo.