sexta-feira, 31 de maio de 2019

Alergias: o que são, causas e sintomas


As alergias são actualmente um dos problemas de saúde que mais ocorre no dia a dia das pessoas. Mas se este é um problema muito habitual na primavera, muito devido à libertação de pólen pelas plantas, um dos alergénios mais comuns, há muitas outras que ocorrem ao longo do ano. Neste texto vais poder aprender o que são alergias, as suas causas e quais os sinais (sintomas) que surgem quando se é afetado.

alergias: o que são, sintomas e causas


O que é uma alergia

De uma forma geral, quando o corpo entra em contacto com determinadas substâncias, tem uma reação normal. Por exemplo, a maioria das pessoas, quando durante a inspiração introduz grãos de pólen presentes no ar nas suas vias respiratórias, não faz qualquer reação. No entanto, quando essa reação é anormal, com uma resposta exagerada do sistema imunitário, então diz-se que se é alérgico à substância que provocou essa reação. Estas substâncias são os alergénios. Porque é que algumas pessoas são alérgicas a determinadas substâncias e outras não? A Ciência ainda não deu resposta a esta questão.

Podemos resumir da seguinte forma: alergia é uma hipersensibilidade do sistema imunitário a um alergénio, provocando uma reacção exagerada de defesa do organismo. 


Causas da alergia

Como expliquei em cima as substâncias que provocam reações alérgicas têm o nome de alergénios. Existem vários alergénios, sendo alguns mais comuns que outros. Os mais habituais são:

  • Ácaros
Alergias: o que são, causas e sintomas

Os ácaros são dos animais mais abundantes e diversificados da natureza, conhecendo-se mais de 50.000 espécies diferentes. Contudo, estimativas mostram que o número de espécies é consideravelmente superior, de 500 mil a um milhão de espécies diferentes. Entre esta imensidão de pequeníssimos artrópodes, algumas delas são particularmente importantes, como o ácaro do pó doméstico, responsável por algumas doenças alérgicas.

  • Aditivos
Alergias: o que são, causas e sintomas

Os aditivos são substâncias que se adicionam especialmente em alimentos, mas também em medicamentos, com vários objectivos, nomeadamente dar cor, sabor, aumentar o período de conservação, entre outros. São por isso químicos, podendo causar nalgumas pessoas mais sensíveis reacções alérgicas.

  • Alimentos
Alergias: o que são, causas e sintomas

Alimentos como leite, ovos, frutas, marisco, frutos secos, são habituais na rotina alimentar de quase todas as pessoas, mas nalguns casos, são causas de reacções alérgicas. Estas reacções podem variar entre uma simples urticária, até uma reacção potencialmente mortal de anafilaxia.

  • Animais
Alergias: o que são, causas e sintomas

Entre os alergénios mais fortes em locais fechados, como por exemplo, dentro de casa, estão alguns animais domésticos, como os cães e gatos. Este tipo de animais podem provocar reacções alérgicas como rinites, asmas ou reacções cutâneas (isto é, reacções na pele, como eczemas, borbulhas ou urticária)

  • Fungos
Alergias: o que são, causas e sintomas

Alguns fungos microscópicos, com grande facilidade de crescimento em locais húmidos, criam e lançam umas partículas denominadas esporas para o ar, provocando reacções alérgicas.

  • Insetos
Alergias: o que são, causas e sintomas

Há insetos que também podem provocar reacções imunológicas exageradas, especialmente devido à sua picada. Insetos como a vespa ou a abelha, entre outros, podem provocar pequenas reacções, como inflamação, dor ou vermelhidão, ou até mesmo reacções mais graves, quando o sistema imunológico reage  ao veneno libertado na picada.


  • Medicamentos
Alergias: o que são, causas e sintomas

Por vezes, após a toma de um medicamento, o corpo desenvolve anticorpos contra alguma substância presente nesse medicamento. Ou seja, mesmo que na primeira vez que tenha usado não ocorra nenhuma reacção, esta pode acontecer numa toma posterior do mesmo medicamento ou de algum semelhante.

  • Pólen
Alergias: o que são, causas e sintomas

Os grãos de pólen são partículas muito pequenas libertadas pelas plantas para polinizarem outras flores e assim concretizar a reprodução das plantas. A maioria são propagadas pelo ar, num fenómeno chamado de dispersão, podendo percorrer grandes distâncias. Quando a concentração destas partículas é grande, as pessoas que são alérgicas ao pólen têm reacções que podem ir desde rinites, asmas, irritação dos olhos, etc.


Sintomas

Existem vários sintomas de alergias, dependendo do tipo de alergénio que a provocou. Os sintomas incluem:

  • Urticária
  • Rinite
  • Asma alérgica
  • Conjuntivite
  • Dermatite
  • Angioedema
  • Anafilaxia


quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Biosfera

[atualizado a 13-12-18]

O nome biosfera pode ser traduzido por esfera da vida, já que bio = vida, tendo este termo sido criado por Eduard Suess, em 1875. De uma forma simples e resumida, biosfera é o conjunto de todos os seres vivos e os ambientes onde eles habitam. Ou seja, inclui todas as condições ambientais que permitem a vida no planeta Terra, nomeadamente a luz, a água, o solo, as rochas, o ar, e claro, a matéria orgânica proveniente dos seres vivos. 



Como podes ver na figura, a biosfera é um de quatro sistemas do planeta, sendo que a biosfera está dependente das outras três: hidrosfera, atmosfera e litosfera. Para que exista a biosfera têm então que existir os materiais suportes de vida fornecidos por estas três camadas. Assim, para ser possível existir vida no planeta Terra, é necessária a existência, relacionamento e interdependência das quatro camadas, que dessa forma fornecem os elementos líquidos, gasosos, sólidos e biológicos que sustentam a vida.


Sistemas terrestres

Como referido em cima, os sistemas terrestres são quatro:

- Atmosfera - é a camada de gases que envolve o planeta. É constituído por várias camadas, sendo a mais superficial aquela que contém o chamado ar atmosférico, com 78% de nitrogénio (ou azoto), 21% de oxigénio e 1% de dióxido de carbono, vapor de água e gases raros. Sabe mais sobre as funções da atmosfera.

- Hidrosfera - camada líquida que envolve o planeta. Inclui toda a água que circula na superfície terrestre, ou seja, águas subterrâneas, rios, lagos, mares, oceanos, e até as próprias nuvens (que estão no estado líquido). A este movimento de água pelo planeta dá-se o nome de Ciclo da água ou ciclo hidrológico.

- Litosfera - camada sólida do planeta, composto por solo e rochas. 

- Biosfera - composta pelos elementos inorgânicos água, solo, rochas, gases e luz, chamados de materiais suportes de vida, e por todos os seres vivos do planeta.


Papel do ser humano na biosfera

Sendo um ser vivo, o ser humano faz também parte da biosfera, assim como todos os restantes seres vivos. Infelizmente, ao contrário dos restantes, o ser humano por vezes ocupa o seu lugar de uma forma pouco harmoniosa, contribuindo para a destruição de biomas e ecossistemas.
.

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

O que é o habitat

[Artigo atualizado a 8-11-2018]

Um habitat é o local onde um ser vivo encontra todas as condições para sobreviver. Ou seja, um habitat será um local que reúna as seguintes condições: existência de alimento, abrigo e de condições para se reproduzir.

O termo habitat é um termo usado na ecologia. Esta é o ramo da biologia que estuda o meio ambiente e os seres vivos que aí habitam. No fundo, é o estudo da distribuição e quantidade dos seres vivos e das relações que ocorrem entre eles e que levam a essa distribuição no planeta. 





Ou seja, quando falamos de habitat, não se pode separar um ser vivo de outro. Por exemplo, para definir o habitat de uma raposa, é essencial referir todos os outros seres vivos que aí habitam, pois é esse conjunto que vai definir as condições que permitem que a raposa aí habite.

Como é fácil perceber, um habitat não é apenas de um ser vivo, mas de vários que aí interagem. Mais uma vez o exemplo da raposa. Para a raposa poder viver numa determinada região tem que existir alimento, como por exemplo o coelho. Mas para existir o coelho, tem também que existir as plantas das quais ele se alimenta. E por aí fora. Ou seja, um habitat inclui todas as espécies que aí vivem, se alimentam e se reproduzem.


Foto de Kevin Ebi


Quando algumas dessas condições deixa de existir, essa espécie irá desaparecer desse local, ou se tiver a capacidade de locomoção, irá migrar à procura de outro local que lhe ofereça as condições necessárias à sua sobrevivência.


Nicho ecológico

Por vezes há quem confunda habitat e nicho ecológico. No entanto, são conceitos diferentes. Enquanto que o habitat, como vimos em cima, é o local onde uma determinada espécie tem as condições necessárias para se desenvolver, já o nicho ecológico refere-se à própria vivência da espécie. Ou seja, como vive, como se alimenta, como se desenvolve e como se reproduz.


interações entre seres vivos num habitat

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Ficha de Avaliação - Ciências Naturais 5º ano - Água e ar


Para te ajudar a estudar os temas "Ar" e "Água"", deixamos aqui uma ficha de avaliação de ciências naturais 5º ano. Para acederes ao teste basta clicares em cima da imagem. Bom trabalho!

Para estudares:

=> Descobre AQUI os nossos textos e explicações sobre o tema "Ar".
=> Descobre AQUI os nossos textos e explicações sobre o tema "Água".

Ficha de avaliação Ciências Naturais 5º ano - Água e Ar


teste atmosfera e hidrosfera



Para mais fichas de avaliação de ciências naturais de 5º ano, clica AQUI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ajude-nos a divulgar o nosso blog. Clique no botão abaixo.