quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Qual a diferença entre ETA e ETAR?


ETA e ETAR são nomes que se ouvem frequentemente nas aulas de Ciências quando se fala em abastecimento das cidades e saneamento básico. Apesar do nome muito idêntico, e apesar de ambas as estruturas terem como função tratarem a água, na realidade estão em locais opostos na rede de águas que abastecem as casas.

Começando por onde a água se encontra na Natureza. Rios, lagos, ou barragens, são locais onde é recolhida a água que será colocada na rede pública de águas. Contudo, essa água, não é própria para consumo. Ou seja, se bebesse ou usasse essa água em sua casa, provavelmente iria adoecer. Por essa razão, as águas recolhidas têm de ser tratadas antes de ser consumida pelas pessoas. O processo de purificação das águas recolhidas na Natureza realiza-se numa ETA (Estação de Tratamento de Águas).

ETA

Numa ETA, que se encontra geralmente junto ao local de onde se retira a água, o processo de tratamento da água é composto por vários processos:

1º - Captação das águas;
2º - Floculação (processo que consiste na adição de um produto na água, que provoca a aglutinação dos resíduos, tornando-os mais fáceis de retirar da água);
3º - Decantação (processo em que os resíduos mais pesados acumulam no fundo ); 
4º - Filtração (processo em que são retirados os resíduos mais leves, e que não se depositaram no fundo);
5º - Desinfetação (processo em que se adiciona um desinfetante, normalmente cloro, que elimina todos os microorganismos existentes na água);
6º - correção do pH


Depois de a água ser tratada, pode então seguir para a rede pública e ser consumida em segurança pelas pessoas. A utilização da água pelas pessoas não se limita à sua ingestão. A água é também utilizada para lavagens e descargas das necessidades humanas. Como tal, para que essa água suja não polua a Natureza, ela tem de ser tratada. Para isso existem as ETAR's (Estação de Tratamento de Águas Residuais).

ETAR

Numa ETAR, o processo de tratamento das águas residuais é composto por vários processos:

1º - Fase preliminar: separação dos sólidos maiores (gradagem);
2º - Tratamento primário (floculação e sedimentação);
3º - Tratamento secundário (tratamento biológico, onde microrganismos consomem a matéria orgânica existente na água);
4º - Tratamento terciário (desinfeção).


Depois de tratada a água, ela pode retornar à Natureza, e movimentar-se através do Ciclo da Água. Percebe por isso a razão de tanto a ETA como a ETAR funcionar corretamente. 


1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ajude-nos a divulgar o nosso blog. Clique no botão abaixo.